35-thamaralaila-descobrirse-conexcao.jpg
  • Thamara Laila

NOS CANTOS DOS BLOCOS

Eram palavras rabiscadas nos cantos dos blocos e cadernos.

Eram versos que se perdiam nas páginas do ontem.

Eram sentimentos que precisavam ser ditos, mas eram esquecidos

no caminho para uma pauta.

Era sempre uma ruptura de pensamento.

Queria ser isso, mas fez aquilo.

Escrevia aquilo, mas precisava terminar aquilo outro.

Eram páginas inacabadas.

Perdida no meio do relógio que não parava.

Sofrendo com as truncadas da vida.

Concluía sempre a história das outras pessoas.

Não entendia histórias políticas e econômicas.

Não compreendia números e tabelas.

Ela entendia de olhares, de povo, de gente, de movimento na cidade

Daquele sofrimento de gastar quase o mesmo tempo no transporte público que no trabalho.

Voltava correndo da rua e escrevia na pressão

Seu olhar não reparava as pequenas anotações.

Mal sabia ela, que o melhor estava ali, na beirada, no que ela rabiscou achando não ter importância.

Mal sabia que ela deveria colocar os cantos dos blocos para cantar

Mal sabia ela que o que importava eram os rabiscos nos cantos,

tanto para sua história quanto para as histórias contadas.


Texto escrito em 30 de julho de 2013.

0 visualização

Posts recentes

Ver tudo

É?

Se eu subir no palco novamente. Todos os holofotes em mim, eu sei que irei brilhar. Mas... Mas... Você consegue me prometer que não irei me machucar? Você consegue me prometer que irá me proteger?

vem desbravar no instagram

  • Instagram
  • YouTube
  • Twitter
  • Pinterest
  • Spotify ícone social

Todos os direitos reservados © 2012 - 2020 por Thamara Laila

Site criado com Wix.com