• Thamara Laila

me demorar no agora



acordei antes do despertador,

no banho, o fiapo aberto da janela faz um vento frio entrar, o choque dele e da água quente me causa um arrepio que parece um beliscão para me lembrar que estou viva


abro todas as janelas da casa

sento no sofá e fico olhando o vai e vem de um pássaro de peito amarelo que aparece sempre nesse horário. vai e volta do céu, pro fio, do fio pro poste e solta uns berros doido do nada. sorrio frouxo, me reconheço nele.


não fecho os olhos para meditar,

quero ver a cor do céu mudar, as janelas do prédio à frente começarem a abrir e o silêncio, aos poucos, ser preenchido pelas vidas despertando


passo um café e paro por uns segundos apenas para sentir o aroma. cheiro de café me preenche a alma. folheio um livro e amo a sensação de passar o dedo pelas folhas. mastigo um pedaço queimado do bolo que fiz anteontem, sorrio com a mistura do doce e amargo na boca. escrevo um pouco, sem intenção de nada, apenas de soltar as palavras no papel


aladdin acorda e reparo no quanto ele se espreguiça, treme a patinha, se balança

e vem dar bom dia já empinando a traseira para eu coçar exatamente onde ele gosta

sorrio mais frouxo ainda


não tenho pressa

(e isso é tão raro)

quero me demorar em cada gole de café, em cada respiração, em cada movimento

quero repousar, calmamente, meu olhar no passarinho, no aladdin,

na minhas plantas e nas cores do dia


quero me demorar no sentir

quero me demorar no agora

e me inundar nessa gratidão

de ser e estar 🌻

0 visualização0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

fotos, textos e vídeos produzidos por Thamara Laila

2021 © todos os direitos reservados

  • Instagram
  • Preto Ícone Spotify
  • Preto Ícone YouTube
  • Preto Ícone Pinterest
  • Twitter