BLOG

BLOG

  • Thamara Laila

BUSQUE A MAGIA DIÁRIA

Atualizado: 6 de Out de 2019




a chuva lá fora queria brincar. uniu-se ao vento e fez a cortina do meu quarto voar. ainda sonolenta, virei o rosto para a janela e achei graça da vida. a chuva era fina e o vento dava umas voltas nela até que enfim ela conseguisse encostar nas plantas, no teto dos carros, no chão. ao sair do meu quarto, foi como se tudo ao meu redor tivesse um brilho diferente. os meus olhos de criança, viram as gotas que escorriam no box como a abertura de um portal. o cacto no cantinho da sala era o grande protetor daquelas terras. os tons quentes nas almofadas, mantas e objetos mostravam que naquele cômodo era verão. enquanto no outro escritório era outono e no quarto onde João dormia já era inverno. fiz piruetas pela sala e Aladdin me guiou para cozinha como um velho sábio. Chegando lá, as roupas penduradas no varal estavam em festa. voavam pela janela, se enrolaram no fio, encostavam no teto. era um aviso: pequena Thamara, mesmo quando te colocarem fixa em um lugar, você pode encontrar e criar seu próprio movimento. preparei o café como se fosse um poção mágica. parei na divisória da sala e cozinha e olhei tudo como se fosse um quadro animado. cada item colocado, uma pintura da minha história. conforme o cheio do café preenchia a casa, a gratidão inundava a minha alma.


#contosdethamara #magia #vejamagia

0 visualização
  • Ícone do Instagram Branco
  • Ícone do Twitter Branco
  • Branca Ícone Spotify
  • Branca Ícone Pinterest

© 2012 - 2020 por Thamara Laila. Site criado com Wix.com 


Todas as postagens aqui contidas são de autoria de Thamara Laila, exceto quando apontado

o contrário. As imagens utilizadas são feitas pela mesma ou fruto de reproduções, e se você

teve seu conteúdo publicado aqui e deseja que seja retirado, entre em contato. A reprodução dos textos sem os devidos créditos é proibida, assim como a redistribuição do conteúdo

aqui presente para fins comerciais. Para reproduzir algum texto é necessário autorização

do autor. Lembre-se: plágio é crime.